Tabela de Pagamentos do INSS (Benefícios) em 2018 – Mês a Mês – Aposentadorias e Pensões

Dos mais de trinta e quatro milhões de beneficiários quase vinte e oito milhões já realizaram a comprovação de vida. Até novembro, quase sete milhões de beneficiários ainda não haviam comparecido aos bancos para realizar o procedimento.

O prazo para o comparecimento das pessoas que ainda não fizeram a comprovação de vida em 2017 foi prorrogado até 28 de fevereiro de 2018. Não é necessário ir à Agência do INSS. Tudo é feto no banco em que o beneficiário recebe o benefício mediante a apresentação de um documento de identificação com foto (carteira de identidade, carteira de trabalho, carteira nacional de habilitação e outros).

Quem não fizer a comprovação de vida no prazo poderá ter seu pagamento interrompido.

Os beneficiários que não puderem ir até às agências bancárias por motivos de doença ou dificuldades de locomoção podem realizar a comprovação de vida por meio de um procurador devidamente cadastrado no INSS.

Os segurados que residem no exterior também podem realizar a comprovação de vida por meio de um procurador cadastrado no INSS ou por meio de documento de prova de vida emitido por consulado, bem como pelo Formulário Específico de Atestado de Vida para o INSS, que está disponível no site da Repartição Consular Brasileira ou no site do INSS.

Caso o beneficiário opte por usar o Formulário, este deverá ser assinado na presença de um notário público local, que efetuará o reconhecimento da assinatura do declarante por autenticidade.

Publicado em Categorias Valores - Previdência

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *